©2019 por BANANAMOZ

Sobre o Mal do Panamá

Fusariose da bananeira (também chamado de Mal do Panamá), é uma doença que tem afectado a produção de banana nas últimas décadas. Ela é causada por um fungo que impede que a bananeira receba nutrição e água, sem os quais a planta murcha e eventualmente morre. O fungo espalha-se através do solo contaminado, o que significa que não só é possível ser transportado por material vegetal, mas também por veículos, roupas, calçados e ferramentas. Em 2013, confirmou-se a presença da estirpe Raça Tropical 4 desta doença no norte de Moçambique, o que tem vindo a ameaçar a produção de banana no país.

Como o fungo permanece activo no solo por décadas, é quase impossível erradicar a doença. Por isso, medidas de prevenção, detecção atempada e notificação imediata da doença são cruciais para contê-la e evitar maior disseminação.

Um guia útil para os produtores de banana em Moçambique sobre as directrizes de prevenção, requisitos de contenção e regulamentos foi publicado pelo Departamento de Sanidade Vegetal (DSV) do Ministério da Agricultura.

Foto de Altus Viljoen

Foto de Queensland Government

O Mal do Panamá
em Moçambique

Em 2013, confirmou-se a presença da Raça Tropical 4 (TR4) do Mal do Panamá  no norte de Moçambique. Apercebendo-se disso e para prevenir a sua disseminação em todo o país, a Autoridade Nacional Fitossanitária (ANF) instituiu medidas de quarentena nesta região. Actualmente, três farmas estão infectadas nas províncias do norte.

A BANANAMOZ, o Departamento de Sanidade Vegetal (DSV) e o Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar (MASA) estão a trabalhar em conjunto com o apoio do USDA e da TechnoServe em projectos de contenção, prevenção e pesquisa a fim de diminuir o impacto que esta doença pode ter na produção de banana em África.